11.4186-2929 | 11.4186-4817
Janela do Aluno

Detalhes / Artigos

A IMPORTÂNCIA DO FAZ DE CONTA NO DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA

Era uma vez  uma criança que adorava brincar e ouvir  histórias!  Ela nada mais fazia do que viver cada momento daquela fantasia para encontrar um sentido, ou um significado para sua vida!

Quem de nós não se lembra desta época, onde as brincadeiras, histórias e fantasias, trouxeram para nossas vidas mensagens, sentimentos e emoções diferentes?

Dos 2 aos 4 anos de idade a criança passa pela fase que chamamos de “simbólica”, ou seja, ela começa a entender e interpretar o mundo por meio de objetos, símbolos e brinquedos. Esta fase nada mais é do que a representação mental do mundo exterior. Neste momento seu cérebro que ainda está amadurecendo, já é capaz de internalizar imagens e conduzir pensamentos. Surgem então a memória e a linguagem oral. A criança ainda não é capaz de diferenciar a fantasia da realidade e muitas vezes ambas se misturam e se confundem.

Qual é a importância desta fase para a formação da criança e o que devemos valorizar e priorizar neste momento? É brincando, que a criança interpreta o mundo, desenvolve conceitos, valores e elabora suas emoções.

A criança nesta idade mergulha em um mundo de faz de contas e de simbolismos. Ela gosta de ouvir histórias, contos de fadas, e o mais importante ainda, ela precisa deles para compor seu mundo. Sua curiosidade natural se utilizará disso para que ela tenha coragem de conhecer e sentir o que ainda não sabe. O brincar de faz de conta é brincar de viver, que para a criança é de fato viver. Brincar nada mais é do que um meio de expressão. Brincando a criança descobre o mundo e como ele funciona, aprende, se desenvolve e experimenta. Na brincadeira a criança exprime seus medos e desejos.                           
           As histórias, os filmes e os desenhos animados por sua vez, desenvolvem não somente a imaginação das crianças, como também, permitem que elas vivenciem seus personagens e através deles represente simbolicamente seus conflitos, emoções e sentimentos. A falta destas experiências podem deixar sequelas, como dificuldades em se relacionar, medos e outras coisas ainda mais graves.

Nesta idade é fundamental que os pais e os educadores conversem com a criança sobre o que ela está pensando e sentindo a respeito do conteúdo das histórias e seus temas; Mas, cuidado não cabe ao adulto 'moralizar' as histórias, com frases do tipo: "Viu o que acontece quando não se obedece à mamãe?” O importante nesta idade, é que as hipóteses da criança possam ser externadas através da elaboração secundária, e que o adulto possa acolher o conteúdo de seu universo psíquico, ao invés de tentar dirigi-lo. Por isso, é fundamental estarmos atentos e selecionar o repertório e conteúdo não só das brincadeiras, como também das histórias, filmes e desenhos que trazemos para a vida da criança. Com certeza eles não só ajudarão na formação da personalidade, como também influenciarão na construção da sua identidade.

 

Anahid Fernandes
Psicopedagoga, especialista em Educação Infantil e pós graduada em Gestão de Pessoas, atualmente é mestranda em Neurociência aplicada à Educação pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo – FCMSCSP. Profissional da área da Educação há 23 anos e há 13 anos é Diretora Pedagógica da escola JANELA PARA O TALENTO, localizada na Granja Viana - SP

Assine nossa newsletter e fique por dentro de todos as nossas novidades!
Facebook
Estrada Tambaú, nº 3
Granja Viana - SP
Acesso pela Estrada da Aldeia 1560,
entrada pela Rod. Raposo Tavares km 22,5 - sentido Cotia.
© 2014 - Janela para o Talento - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por:
Edm2 de Marketing